Google+ Badge

Google+ Badge

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

CAICÓ - 146 ANOS!

POEMA À CIDADE AMADA *

JÚNIOR AZEVEDO
“PELA VOZ DA NATUREZA
BARRA NOVA E SERIDÓ,
CANTAM CANTIGAS DE INVERNO
SAUDAÇÃO A CAICÓ”.

Caicó de meus sonhos,
Caicó dos meus amores,
Caicó das minhas dores,
Caicó de seus Filhos risonhos.

Caicó, eu gosto de você
Tentei deixar de Te amar
não consegui
Caicó, eu nunca esqueci de Ti

Caicó:
do reveillon
e da Festa de Santana
do carnaval e da semana santa:
da Festa do Rosário e do Natal
Nenhuma época do ano é mal.

Caicó...
das Praças D. José Delgado e Liberdade
José Augusto e Walfredo Gurgel,
em todas há Felicidade

Do Buraco do Uai e Jardim de Allah
do Caicó, Corinthians e Iate
da antiga ASSEC e do Parque de exposições e vaquejadas.
Do Carnaval de rua
e da Escola de Samba
do saudoso Manoel de Nenem
a “sessão” do velhos
na calçada da Cruz de Ouro joias
a feira de Santana
a banda de música “Recreio Caicoense”,
a Furiosa tocando no coreto da pracinha,
e no patamar da Igreja do Rosário
ao tempo de suas festas
os parques de diversão
a passarela do coreto da pracinha,
onde as meninas desfilam e mostram seu mais novo vestido
os jornais fofoqueiros que circulam durante tais festas.
Os blocos desfilando na rua durante o reinado momesco
no tradicional Corso,
o bloco do lixo, “a burrinha do pade”,
o Zé Pereira e os papangus.
O Castelo de Engady, do Tio Nonô,
dos Negros do Rosário
da “Mãe Quinhinha” e do Hospital
do Senador Guerra, do seja, do EEJA, do CDS e do Santa Terezinha
do NURE e da Universidade
das lutas estudantis da UEC
dos Estádios Walfredo Gurgel e José Avelino
dos antigos jogos entre Caicó e Corinthians
dos saudosos Mons. Walfredo Gurgel, Dom Adelino Dantas,
Dom Manoel Tavares e Dinarte Mariz.
Caicó do Itans, pequeno mar de água doce,
grande resistente das várias secas.
Caicó do Kabana e da Palhoca
do Super Som Tops, do Circuito Musical e Natureza Lucilante
Caicó do “alto do Urubu” e Morro da Graça
dos banhos nos Rios Seridó e Barra Nova e no Açude Itans
quando em suas cheias.
Caicó das comemorações juninas de rua,
das quadrilhas no antigo Caicó Esporte Clube.
Caicó das Procissões e Cultos Religiosos,
Caicó do T.L.C.
Dos Grupos de Jovens, do Rotaract Club, do Rotary e das Marçonarias.
Caicó das Bordadeiras , das Bandeirantes e dos Escoteiros,
das Aldeias S.O.S.
Do Café Bangu e Itans
dos antigos CINEMAS SÃO FRANCISCO E RIO BRANCO
dos comícios durante as campanhas políticas.

Isto tudo foi e é a nossa QUERIDA CAICÓ
que, em meio aos grandes problemas sociais,
à Caatinga e as secas, algumas vezes, ferozes,
ainda a chamam de:
“A LINDA RAINHA DO MEU SERIDÓ”.
JÚNIOR AZEVEDO
16 DE DEZEMBRO DE 2014 - ANIVERSÁRIO DE CAICÓ -  146 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA!
*Este Poema começou e ser escrito em 24 de Janeiro de 1984.
 Ainda há muito o que escrever sobre Caicó, pois de 1984 para cá muita coisa mudou, algumas acabaram-se e apareceram outras. Em breve estaremos atualizando o poema. E ainda não tive tempo de atualizá-lo!

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Frases e Pensamentos de Michel Foucault

file:///home/professor/Documentos/JKAICO/MESTRADO 2013/PRÁTICAS SOCIAIS E LETRADAS/Frases e Pensamentos de Michel Foucault.pps

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

LEITURA: ESSÊNCIA DA SABEDORIA



LEITURA: ESSÊNCIA DA SABEDORIA
A leitura nos faz viajar
Por lugares nunca vistos,
Por terras desconhecidas,
Por lugares tão bonitos
Que transforma nossas mentes,
Deixando-nos mais eruditos.

A leitura é um prazer
Que encanta e que transforma.
O ser humano que ler
Vira contador de história,
Fica mais inteligente
E muito mais cheio de glória.

A leitura faz a gente
Se sentir mais importante.
A leitura é coisa fina,
A leitura é diamante
Que lapida a nossa mente,
Transformando-nos em gigante.

A leitura é uma viagem
Por mundos onde nunca estivemos,
Por lugares reais ou fictícios
Os quais nós descobriremos.
É a essência da sabedoria,
Com ela nós aprendemos.

Sem leitura o ser humano
É cego, é analfabeto.
Não consegue entender nada,
Nem o que lhe está mais perto.
Por isso, meu caro amigo,
Leia mais! Seja esperto!